Crítica – Desventuras em Série

Desventuras em Série conta a trágica história dos irmãos Baudelaire, Violet (Malina Weissman), Klaus (Louis Hynes) e Sunny (Presley Smith), órfãos sob a guarda do terrível Conde Olaf (Neil Patrick Harris), que fará de tudo para colocar as mãos na herança das crianças. Os irmãos precisam constantemente despistar Olaf, frustrar seus planos malignos e investigar a misteriosa morte de seus pais.

A historia dos irmãos realmente é triste e os anúncios da Netflix para não assistir porque não é algo alegre tem justificativa, pois se realmente fosse só isso ou se não tivesse ótimos atores seria melhor não olhar, mas é algo ótimo, uma série divertida e que te prende e te faz torcer pelos protagonistas, diferente do filme de 2004 onde o Conde Olaf de Jim Carrey era muito afetado e o foco ficava nele e por ser uma série é capaz de explorar melhor as subtramas, os mistérios que a família esconde com uma sociedade secreta nos leva algo muito maior.

Os diálogos são rápidos e cheio de detalhes para o desenvolver da historia, mas o um dos ponto altos é o personagem locutor Lemony Snicket que é o escritor da historia e por isso nos acompanha e detalha a trama para os telespectadores.

A Netflix acertou mais uma vez e já confirmou uma 2ª Temporada com 10 episódios, deixe seu comentário se concorda ou não.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *